Home  | Artigos  |  Os Livros  |  Frases e Citações   |  Sugestão de Sites  |Eventos | Perfil  | Contatos  | Parceiros  | 

 

FRASE E CITAÇÕES

 

“A terra flutua na água que é de certo modo, a origem de todas as coisas”
Tales de Mileto (Θαλής ο Μιλήσιος)

O conceito “MUNDO” para alguns filósofos da antiguidade:

Os primeiros filósofos do mundo grego antigo chamados “físicos” reflectiram sobre a natureza (PHYSIS) com o objectivo de esclarecerem a origem de tudo quanto existe

Tales de Mileto, considerado o primeiro filósofo (Séc. VII a.C.), estudou a natureza das coisas. Atribuiu a origem do real a uma substância sensível, a água, justificando esta afirmação sobre o papel da água na vida das plantas e dos animais e pela importância dos rios nas civilizações que conhecia (Egipto e Mesopotâmia). Considerava inclusive que a Terra mais não era do que um disco achatado que flutuava incessantemente sobre uma massa de água. Não sendo isto verdade, é preciso no entanto não esquecer que 70% do nosso planeta é composto desta substância.

A água e a sua gestão, na expressão histórica mais remota, aliada à agricultura e à pastorícia, revelaram-se fundamentais para o início das primeiras civilizações humanas.

“A água está cheia de Deuses”

Segundo Homero, poeta grego, considerado um dos maiores escritores da antiguidade a quem é atribuída a Ilíada, datada do século VIII a.C., escreve o “Oceano que tudo gerou” é a origem dos Deuses.

Segundo a lenda, a deusa Tiamat, que personifica as águas primordiais do caos, o oceano da água salgada, constitui a origem de tudo quanto existe.

As águas de Tiamat deram origem às nuvens e as suas lágrimas transformaram-se nas nascentes dos rios Tigre e Eufrates (Mesopotâmia).

Grandes mitos da criação estão intimamente relacionados com o poder fertilizante da água, sendo estes mais notórios nas culturas que floresceram em lugares de abundância deste bem precioso. A Mesopotâmia foi uma das primeiras regiões do mundo onde se desenvolveu a grande agricultura cerealífera e a criação de gado, que beneficiou de dois grandes rios, o Tigre e Eufrates, sendo assim obrigados a desenvolver autênticas obras de engenharia com o aproveitamento destes recursos hídricos. Aqui se destacaram povos como os Sumérios, os Caldeus, os Babilónios, os Assírios, que muito contribuíram para o desenvolvimento civilizacional.
O rio Nilo proporcionou o desenvolvimento da civilização egípcia. O poder 

 Artigos

Copyright PEDRO SEVERINO. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização escrita de PEDRO SEVERINO Online.